A Apple pode comprar a Tesla, de Elon Musk? Só se for um cisne negro

Essa improvável aquisição mexeria (e muito) com o mundo da tecnologia

A Apple pode comprar a Tesla, de Elon Musk? Só se for um cisne negro

Essa improvável aquisição mexeria (e muito) com o mundo da tecnologia

0
shares

Quem leu “A Lógica do Cisne Negro”, escrito por Nassim Taleb, sabe que os eventos improváveis acontecem, e só são explicados pela mente humana muito tempo depois. A partir dessa linha de pensamento, o banco dinamarquês Saxo Bank prevê que a Apple irá comprar a Tesla, de Elon Musk, no próximo ano.

A lógica dessa improvável aquisição que mexeria com o mundo da tecnologia está descrita na previsão do banco para os 10 acontecimentos improváveis de 2019.

Para o estrategista-chefe Peter Garnry, os investidores deveriam começar a fazer a seguinte pergunta: “O que a Apple fará com seu tesouro de 237 bilhões de dólares em caixa e sua importante linha de iPhones, que é incapaz de crescer?”.

Para o estrategista-chefe, um movimento como esse seria ousado para empresa da maçã . “A Apple percebe que, se quiser aprofundar seu alcance na vida dos usuários, a próxima fronteira é o automóvel, pois os carros estão ficando mais conectados. Afinal, o antigo Steve Jobs mostrou que uma empresa precisa apostar e alto para evitar a complacência e irrelevância”, diz o estrategista-chefe.

Na visão dele, a empresa da maçã asseguraria o negócio pagando 520 dólares por ação da Tesla, 100 dólares a mais do que o sugerido por Musk.

“A aquisição faz todo o sentido”, afirma Garnry. “É pequeno o suficiente para ser um acordo só em dinheiro e representa apenas 12 meses de fluxo de caixa da Apple”, explica o estrategista-chefe.

Para ele, as duas empresas estão focadas em engenharia e design de hardwares. Além disso, a Apple tem a “força financeira” para cumprir “os sonhos mais selvagens de Elon Musk”, garantindo que a saúde da Tesla.

O estrategista-chefe afirma ainda que a aquisição permite a Tesla construir novas “gigafactories” e instalações de produção na Europa e na China para ficar à frente da concorrência no futuro da indústria automobilística.

Cisne negro

Lançado em 2007, o livro "A Lógica do Cisne Negro", de Nassim Taleb, defende um pensamento contrário ao que a maioria dos estatísticos pensa: a humanidade está constantemente à mercê do inesperado.

Esse tipo de acontecimento é chamado de cisne negro e tem três características: imprevisível, ocasiona resultados impactantes e, após sua ocorrência, inventa-se um meio de torná-lo menos aleatório e mais explicável.

Para Taleb, os cisnes negros são a base de quase tudo o que acontece no mundo, da ascensão das religiões à vida pessoal. Para o autor, o Google e o 11 de setembro são exemplos claros dessa teoria empírica.

Baixe já o aplicativo da StartSe

App StorePlay Store

Assine nossa newsletter

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema
Mais em Startups