Elon Musk critica SEC e confirma trajetória de 6 meses de polêmicas no Twitter

O CEO da Tesla tem feito declarações controversas na rede social desde abril - e sofrido as consequências

Elon Musk critica SEC e confirma trajetória de 6 meses de polêmicas no Twitter

O CEO da Tesla tem feito declarações controversas na rede social desde abril - e sofrido as consequências

0
shares

O empreendedor Elon Musk construiu sua fama graças à sua trajetória de sucesso em empreendimentos de alto risco. Um de seus sonhos é, por exemplo, o de colonizar Marte. À frente de empresas inovadoras como a Tesla, fabricante de carros elétricos, e a SpaceX, sua companhia espacial, o empreendedor também é conhecido por ser adepto a uma rede social: o Twitter.

Nesta semana, o empreendedor voltou a causar polêmica quando publicou declarações pouco ortodoxas sobre a Comissão de Segurança e Comércio dos Estados Unidos, a SEC, que regula o mercado de capitais norte americano. Elon Musk brincou com as iniciais “SEC”, chamando-a de “Shortseller Enrichment Comission”, insinuando que o órgão estaria tentando enriquecer com o acordo que fizeram após a SEC o processar por fraude e manipulação da bolsa. A declaração pegou mal e teve repercussão negativa entre investidores e os próprios fãs de Musk. Eles o questionaram na rede social, pois o acordo com a SEC ainda passará pela aprovação de juízes.

Pelo acordo, Musk e a sua empresa Tesla terão de pagar uma multa no valor de US$ 20 milhões cada. Além disso, o empreendedor deixaria o cargo de presidente do conselho da empresa por no mínimo cinco anos. Eventos como estes tem desgastado a imagem de empreendedor bem sucedido de Musk e reforçado a percepção de seus críticos de que ele enfrenta uma crise de burnout, decorrente de esgotamento físico e mental. Embora tenha reconhecido recentemente que enfrenta um momento difícil da vida, Musk se mantém a frente dos negócios. Ainda assim, muitos investidores e admiradores se perguntam se Musk não está percorrendo o mesmo caminho que Travis Kalanick, o ex-CEO do Uber, percorreu no ano passado e o levaram a renunciar ao cargo de presidente global da companhia.

Veja outras declarações polêmicas do empreendedor Elon Musk ao longo dos últimos seis meses:

1.    Ele (ainda) não se arrepende

Ainda nas críticas para a SEC, ele foi irônico ao pedir desculpas pelo “erro de digitação”, afirmando que era “imperdoável”. “Por que eles ficariam irritados com sua missão? É o que eles fazem”, escreveu.

2.    “O contrário é verdadeiro”

Ressaltando que o acordo ainda não foi totalmente aprovado, Brian Vaughan, seguidor de Musk no Twitter, o perguntou se “uma taxa de US$ 420 milhões seria mais apropriada”. O valor da multa entrou em discussão porque é um dos pontos que será julgado, para ambas as partes. O empreendedor foi curto e grosso quando respondeu que “O contrário é verdadeiro”, sugerindo que a SEC também terá que justificar o valor da multa.

3.    O anúncio que a Tesla se tornaria uma companhia privada

Mas tudo começou quando Elon Musk afirmou, pela rede social, que a Tesla se tornaria uma companhia privada. Na série de tuítes que escreveu, o empreendedor disse que o “investimento estava confirmado” – o que alimentou ainda mais os rumores de que o CEO da empresa estava conversando com um fundo da Arábia Saudita para fechar o capital da Tesla.

4.    A escolha de US$ 420 por ação

Na mesma série de tweets, o CEO da Tesla afirmou que os investidores poderiam vender suas ações por US$ 420 dólares. Alguns dias depois, o empreendedor mudou de ideia e decidiu manter a companhia pública - foi aí que, como consequência, a SEC o processou sob a acusação de fraude e manipulação da bolsa. No processo, o órgão

afirmou que Elon Musk teria colocado esse valor nas ações para impressionar sua ex-namorada, a cantora Grimes, ao se referir a um número associado a maconha.

5.    Ele chamou um mergulhador de pedófilo – e se desculpou

Essa não foi a primeira vez em que Musk fez declarações na internet que o trouxeram processos como consequência. No dia 23 de junho deste ano, 12 crianças integrantes de um time de futebol da Tailândia ficaram presas em uma caverna, em Chiang Rai, na Tailândia. Elas ficaram presas por duas semanas e a situação de resgate era crítica – até que Elon Musk resolveu ajudar. O empreendedor começou a construir um minissubmarino para resgatá-las, mas, apesar do veículo ter ficado pronto, seu uso não foi necessário na situação.

Quando Vernon Unsworth, mergulhador britânico que trabalhou no resgate dos tailandeses, afirmou que este era um “golpe de marketing sem nenhuma chance de funcionar”, o empreendedor o respondeu pelo Twitter. Musk escreveu que faria um vídeo provando como funcionaria, se referindo ao mergulhador como “pedo guy”, “cara pedófilo”. Mais tarde, o empreendedor se desculpou e apagou os tweets, dizendo que havia os escrito em um momento de raiva.

6.    Musk voltou a chamar o mergulhador de pedófilo

O caso parecia ter sido encerrado, mas Elon Musk voltou a acusar Unsworth de pedofilia. Desta vez, não publicamente, mas em um e-mail para Ryan Mac, repórter do BuzzFeed News. No e-mail, o empreendedor pediu para que a informação não fosse publicada, mas o repórter não atendeu à solicitação. “Eu sugiro que você converse com as pessoas que conhece na Tailândia, descubra o que está realmente acontecendo e pare de defender estupradores de crianças, seu **** ***. Ele é um cara velho, branco e solteiro da Inglaterra que está viajando ou vivendo na Tailândia a 30 ou 40 anos, na maior parte do tempo em Pattaya Beach, até que se mudou para Chiang Rai por causa de uma ‘noiva criança’ que tinha cerca de 12 anos na época. As pessoas vão para Pattaya Beach por apenas um motivo. Você não vai lá pelas cavernas, mas por outra coisa. Chiang Rai é conhecido pelo tráfico sexual de crianças”, escreveu no e-mail.

No Twitter, Musk voltou a tocar no assunto em resposta a alguns seguidores, questionando se não era estranho que ele não havia sido processado. Após o tweet, o advogado de Vernon Unsworth também tuitou uma cópia de um documento onde o avisava do processo iminente e disse que ele deveria ter checado seus e-mails antes de tuitar.

7. A Tesla faliu?

Musk já havia compartilhado informações “confidenciais” da Tesla antes e não havia tido nenhum problema - é que, na verdade, eram mentiras. No dia primeiro de abril deste ano, conhecido como o “Dia da Mentira”, o empreendedor anunciou uma suposta “falência” da companhia. Ele anuncia a falência apesar das supostas tentativas de levantar capital da empresa, que incluiriam até a venda em messa de óvos de páscoa. O empreendedor descreve que a “Tesla está tão falida que você não pode acreditar”.

A brincadeira tão levada a sério que o empreendedor narra, em terceira pessoa, ter sido encontrado através de um Tesla Model 3, cercado por garrafas de “Teslaquilla” e com “o caminho das lágrimas ainda em suas bochechas”. Como resposta para seus tweets, Brian Sozzi, o editor da Yahoo Finanças, cantou a bola de que um CEO de uma empresa pública não deveria estar fazendo brincadeiras como essa na internet e deveria estar focado em “fazer o que deveria ser feito” para seus investidores.

Baixe já o aplicativo da StartSe

App StorePlay Store

Assine nossa newsletter

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema
Mais em Startups