Grupo de investidores quer mudança na Tesla que pode enfraquecer o fundador Elon Musk

Depois de ser forçado a deixar a presidência do conselho, reforma sugerida pela CtW pode fazer Musk perder a influência na gestão; fundo exige resposta até o dia 19 de novembro

Grupo de investidores quer mudança na Tesla que pode enfraquecer o fundador Elon Musk

Depois de ser forçado a deixar a presidência do conselho, reforma sugerida pela CtW pode fazer Musk perder a influência na gestão; fundo exige resposta até o dia 19 de novembro

0
shares

Depois do acordo com a SEC (principal órgão regulador do mercado de capitais dos Estados Unidos), que obrigou o fundador da Tesla, Elon Musk, a se afastar da presidência do conselho da empresa, Musk comprou cerca de US$ 10 milhões em ações da empresa. Apesar do alto valor desembolsado, é capaz que esse dinheiro não seja o suficiente para aumentar sua influência lá dentro.

Segundo o Business Insider, um grupo de investidores e autoridades eleitas, em uma carta redigida aos diretores da empresa, afirmou que a Tesla deve ir além das mudanças do conselho de administração exigidas por seu acordo com a SEC. O CtW Investment Group, que representa cerca de US$ 774 bilhões em investimentos previdenciários, diz que a adição de mais dois diretores independentes ao conselho (parte do acordo com a SEC) "não representa um compromisso crível para mudar a composição do conselho."

Não é a primeira vez que a CtW está envolvida em uma disputa que envolve os membros do conselho de administração da Tesla. Antes da reunião anual de acionistas da companhia em maio, a CtW disse que o irmão de Elon Musk, Kimball Musk - assim como Antonio Gracias e James Murdoch - deveriam ser expulsos do conselho da Tesla.No final, no entanto, a sugestão não foi adiante e todos os três foram reeleitos.

Agora, no último episódio de discussões liderado pela CtW, as autoridades eleitas aderiram à convocação do fundo, sendo que controladores e tesoureiros do Estado de Nova York e da cidade de Nova York também assinaram a carta. Endereçada aos diretores Robyn Denholm, Linda Rica e James Murdoch, uma das partes diz que: "Dada a falta de capacidade de resposta às preocupações fundamentais de governança, acreditamos que os acionistas precisam de novos administradores no conselho".

A CtW se posicionou falando que está preocupada com a falta de um cronograma para a saída de diretores e que quer ver o desenho do conselho formado por um grupo diversificado de candidatos, ao invés do alto número de insiders que atualmente estão no conselho. "Enquanto cumprem a definição técnica de independência, cinco dos oito diretores não executivos têm laços profissionais ou pessoais com o Sr. Musk que, à luz dos acontecimentos recentes, parecem ter colocado em risco a capacidade de exercer um julgamento independente", disse a carta, que exige uma resposta da Tesla até dia 19 de novembro.

A Tesla tem até 30 de novembro para fazer as mudanças exigidas em seu acordo com a SEC e James Murdoch está sendo considerado por alguns membros como o melhor substituto possível. "Dado que os acionistas pediram melhorias na estrutura do conselho com pouco efeito", diz CtW, "são necessárias medidas mais concretas para demonstrar aos acionistas que a empresa está levando essas preocupações a sério".

Na semana passada, a Tesla divulgou um lucro trimestral surpreendente que fez as ações voarem. O feito se deu graças a uma força tarefa que tornou possível que os carros completos saíssem das portas da fábrica e fossem entregues aos clientes.

Baixe já o aplicativo da StartSe

App StorePlay Store

Assine nossa newsletter

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema
Mais em Startups