4 iniciativas que estão mudando a educação com tecnologia

FazGame, AgendaEdu, Mundo-e e o Secretário de Educação do município de São Paulo estiveram na EdTech Conference que acontece hoje

4 iniciativas que estão mudando a educação com tecnologia

FazGame, AgendaEdu, Mundo-e e o Secretário de Educação do município de São Paulo estiveram na EdTech Conference que acontece hoje

0
shares

Nesta quarta-feira (18), está acontecendo a EdTech Conference – evento da StartSe focado nas novidades em tecnologia para educação. O evento reúne startups, empresas estabelecidas, professores, diretores e profissionais de educação em geral, focados em descobrir as maiores tendências do setor.

São diversas as formas que a tecnologia pode impactar na educação. Seja através do ensino online, videoaulas, agendas online ou aulas de programação, a tecnologia está impactando profundamente no setor. Quatro iniciativas foram apresentadas no evento, trazendo soluções de diversos níveis para educação. Em ordem de aparição:

FazGame

O FazGame é uma startup que permite que usuários criem os seus próprios jogos. A ideia é que os usuários desenvolvam raciocínio lógico, pensamento criativo e colaborativo ao formular os jogos. Apesar da gamificação ainda ser um recurso novo, ela está sendo cada vez mais utilizada como forma de aprendizado por instituições. “Alunos e professores trabalham junto nesse processo de pesquisa e desenvolvem competências juntos, permitindo a cocriação”, comentou Carla Zeltzer, da FazGame.

AgendaEdu

A Agenda Edu é uma startup que nasceu como uma agenda online, mas hoje possui um resultado muito mais abrangente, tornando-se uma plataforma de engajamento em escolas e ambientes educacionais. “Somos muito mais que uma agenda porque aproximamos alunos, professores e responsáveis, e isso faz toda a diferença”, comentou Anderson Morais, CEO da startup. Conheça mais sobre a AgendaEdu aqui.

Mundo-e

O Mundo-e é uma escola diferente das tradicionais: ela oferece diversos formatos de aprendizagem para que o aluno se adeque ao que mais o favorece. É possível aprender através de mapas mentais, videoaulas, podcast e migrar de um formato ao outro de acordo com o seu momento de vida e humor no dia. “Queremos espalhar a educação e estamos pilotando nesse caminho, inclusive doando cursos e ajudando professores de escola pública a terem acesso ao conteúdo”, disse Carla Weisz, CEO da startup.

Open source como ferramenta no ensino público

Alexandre Schneider, secretário municipal da Educação de São Paulo, esteve presente no evento para comentar como iniciativas de tecnologia estão impactando no ensino público. Para o secretário, ou a escola muda ou será transformada à força pela sociedade. “Existe a dificuldade em inovar na área pública por causa da legislação, mas o futuro para a inovação no setor público será o open source”, afirmou. Open source são os softwares de código aberto, que permitem que qualquer pessoa use a solução ou a aprimorem e construam a própria.

Baixe já o aplicativo da StartSe

App StorePlay Store

Assine nossa newsletter

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema
Mais em Startups