Agora já é possível alugar patinetes elétricos no Brasil por R$ 1

Para dirigir o patinete, é necessário ter 18 anos ou mais e pesar até 120 quilos - o capacete é fornecido de graça pela própria SCOO

Agora já é possível alugar patinetes elétricos no Brasil por R$ 1

Para dirigir o patinete, é necessário ter 18 anos ou mais e pesar até 120 quilos - o capacete é fornecido de graça pela própria SCOO

0
shares

O futuro da mobilidade urbana tem lugar reservado para bicicletas compartilhadas e patinetes elétricos - esses modais, além de serem mais ágeis no trânsito, são ecologicamente corretos. No Vale do Silício, uma das coisas mais interessantes presente no dia a dia dos americanos é quantidade de patinetes elétricos andando pelas ruas. Mas parece que a tendência não é só na ponta norte do globo. Em São Paulo, a febre dos patinetes elétricos começou com a SCOO, um startup lançada oficialmente no segundo sábado (11) deste mês, que oferece o serviço gratuitamente durante o período de testes.

A ideia, inspirada na cidade de São Francisco, começou a ser desenvolvida neste ano por um grupo de empresários que queria trazer a tendência de patinetes elétricos para o Brasil. “Chegamos ao Brasil trazendo um novo modal de transporte para as cidades que necessitam cada vez mais de mobilidade por meio de transportes alternativos”, disse um porta-voz da empresa. A SCOO, além de ser a primeira a operar no país, busca, no futuro, atender tanto consumidores finais quanto empresas que desejam oferecer novas opções de transporte aos colaboradores.

Para utilizar o serviço da startup é simples: o usuário deve baixar o aplicativo no seu celular, se cadastrar e fazer a leitura do QR Code no patinete, que já estará pronto para ser usado. Após a fase de testes, que coloca  patinetes à disposição dos moradores da capital paulista para uso gratuito, na região da Avenida Paulista, o período mínimo de uso dos patinetes da SCOO será de quatro minutos, com uma tarifa de R$ 1. A partir daí, cada minuto adicional custará R$ 0,25 - assim como acontece no Uber ou na locação de bicicletas compartilhadas, a tarifa será cobrada direto no cartão de crédito cadastrado pelo usuário.   

"Queremos testar a usabilidade de perfis de usuários diferentes, seja o que alugará para lazer ou o que usará para se deslocar de uma estação de metrô até o local de trabalho", disse Maurício Duarte, sócio-investidor da Seeds Capital e porta-voz da startup. No decorrer da fase de testes, os patinetes da SCOO, que atingem até 25 km por hora, serão emprestados também na região da Faria Lima e nos parques Ibirapuera e Villa Lobos. No futuro, a SCOO, que já até recebeu um aporte da Seeds Capital, pretende expandir o serviço para cidades que possuem necessidade de modais de transporte alternativo de curtas distâncias em todo o Brasil.

A mobilidade urbana está mudando de forma irreversível, e a SCOO é uma das startups que estão transformando a mobilidade no país. Se você quer ficar por dentro de todas as inovações no setor, garanta sua vaga no Mobility Day - a SCOO será uma das empresas na Startup Village da feira!

Baixe já o aplicativo da StartSe

App StorePlay Store

Assine nossa newsletter

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema
Mais em Startups