Amazon compra startup por US$ 1 bilhão e rivais perdem US$ 15 bilhões com isso

As três maiores empresas do setor nos Estados Unidos, Walgreens, CVS e Rite Aid, tiveram quedas de mais de 10% durante o dia de ontem

Amazon compra startup por US$ 1 bilhão e rivais perdem US$ 15 bilhões com isso

As três maiores empresas do setor nos Estados Unidos, Walgreens, CVS e Rite Aid, tiveram quedas de mais de 10% durante o dia de ontem

0
shares

A Amazon comprou uma startup ontem chamada PillPack, pagando o preço de US$ 1 bilhão. Com ela, a Amazon se prepara para atacar o setor farmacêutico de vez. Com as perspectivas deste movimento, o mercado de ações já começou a se preparar: houve uma venda generalizada de ações das farmácias americanas, que limpou mais de US$ 15 bilhões em valor do mercado.

As três maiores empresas do setor nos Estados Unidos, Walgreens, CVS e Rite Aid, tiveram quedas de mais de 10% durante o dia de ontem (a bolsa ainda não abriu hoje). Só o Walgreens perdeu US$ 7,13 bilhões de valor de mercado, enquanto a CVS perdeu US$ 7,12 e a Rite Aid, muito menor que as rivais, teve seu valor reduzido em R$ 373 milhões. Tudo isso apenas com a sinalização de que a Amazon vai entrar no mercado.

Se apenas o sinal do negócio já faz esse estrago todo, imagina quando a Amazon começar a investir pesado e começar a trazer novidades para o setor farmacêutico. Aí o estrago será de bilhões e bilhões, com certeza. O CEO do Walgreens, porém, não se mostrou temoroso. "Acredito que o mundo da farmácia é muito mais complexo que só entregar certas pilulas e pacotes. Eu fortemente acredito que o papel da farmácia física vai continuar a ser muito, muito importante no futuro", disse.

A PillPack tem licença para operar em todos os 50 estados dos EUA, mas não parece que a situação da empresa em mercados internacionais não é tão operacional quanto em solo americano. "O PillPack torna simples para qualquer cliente tomar o medicamento certo na hora certa e se sentir mais saudável", disse TJ Parker, cofundador e CEO da PillPack. "Junto com Amazon, estamos ansiosos para continuar trabalhando para ajudar pessoas em todos os Estados Unidos, e quem sabe o mundo, a se beneficiarem de uma melhor experiência de farmácia”, diz. Segundo fontes próximas, parece que TJ Parker continuará a gerir o negócio mesmo após o acordo com a Amazon.

A compra da PillPack, em conjunto com a última avaliação da farmácia online de US$ 361 milhões, revela o quão promissor o mercado de e-health está se tornando. O acordo para compra da PillPack coloca a Amazon em concorrência com varejistas do setor farmacêutico e distribuidores, como a CVS Health e a Walgreens Boots Alliance. Além disso, a compra mostra como a Amazon enxerga o setor: uma peça-chave em sua tentativa de ser o lugar que tenha tudo o que qualquer consumidor, ou organização médica, quer ou precisa.

A aquisição da PillPack pela Amazon, de acordo com Neil Saunders, diretor administrativo da GlobalData Retail, é um tiro de alerta do que deve se tornar uma grande batalha dentro do setor farmacêutico. O setor varejista, além de promissor, é um mercado extremamente concorrido – e é exatamente por isso que a Amazon busca se renovar a cada dia. Vamos falar sobre isso, e de outras tecnologias, na VarejoTech Conference 2018, a maior conferência sobre tecnologias para o varejo e e-commerce já feita no Brasil. Acesse o site oficial do evento e garanta sua participação!

Baixe já o aplicativo da StartSe

App StorePlay Store

Assine nossa newsletter

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema
Mais em Startups