Qual é o caminho mais rápido para se tornar um CEO?

Projeto analisou os chamados “CEOs velocistas” para descobrir quem chega ao topo e como eles o fazem

Qual é o caminho mais rápido para se tornar um CEO?

Projeto analisou os chamados “CEOs velocistas” para descobrir quem chega ao topo e como eles o fazem

0
shares

Por que algumas carreiras decolam e outras ficam estagnadas? Muitos dizem que a primeira situação ocorre com quem fez os melhores programas de MBA e, consequentemente, conseguiu um cargo de chefia em empresas de prestígio, sem tomar grandes riscos. Mas, segundo dados do Projeto Genoma do CEO, a realidade é completamente diferente.

O estudo Projeto Genoma do CEO analisou os chamados “CEOs velocistas” – ou seja, quem alcançou o cargo de CEO mais rápido do que a média. Segundo o estudo, esses líderes conquistaram a posição por meio de movimentos ousados ao longo da carreira, que os impulsionaram para o cargo de chefia. “Há três tipos de ‘catapultas de carreira’ mais comuns entre os velocistas – 97% deles acionaram pelo menos uma dessas catapultas e cerca de 50% acionaram pelo menos duas”, afirma o estudo. Contrariando o senso comum, apenas 24% fizeram grandes programas de MBA.

Essas catapultas de carreira resultaram em comportamentos específicos que diferenciam os CEOs velocistas dos demais. Determinação, confiabilidade, adaptabilidade e capacidade de engajar-se para causar impactos são algumas das características identificadas na pesquisa. “As catapultas são tão poderosas que, mesmo as pessoas que nunca aspiraram a se tornar um CEO, acabaram chegando a essa posição seguindo uma ou mais dessas estratégias”, diz.

A pesquisa destacou três passos que fizeram os CEOs velocistas alcançarem o cargo mais rapidamente, e a StartSe fala mais sobre cada um deles abaixo:

Devagar se vai longe

Para chegar ao cargo de CEO, geralmente é necessário andar para trás ou para os lados. De acordo com a pesquisa, cerca de 60% dos velocistas desempenharam uma função inferior em algum momento de sua carreira. Os motivos são variados: eles podem ter começado algo novo na empresa, se mudado para uma empresa menor ou até mesmo iniciado um negócio. Em todas essas situações, os executivos aproveitaram a oportunidade para construir algo do zero e causa impacto na sociedade.

É o caso de “James” que, com quase 30 anos, foi contratado em um negócio multibilionário de marketing e comunicação. No início de sua carreira, o empreendedor recebeu a tarefa de desenvolver um novo negócio e se deparou com um futuro altamente incerto – parecia até um rebaixamento ou, na melhor das hipóteses, um movimento lateral. “A receita era zero quando cheguei, e construímos o negócio até chegar aos US$ 250 milhões”, diz ele.

Após cumprir a tarefa e construir um novo negócio do zero, “James” adquiriu habilidades essenciais de gestão – pré-requisito para se tornar um CEO de acordo com o estudo. Treze anos depois, o executivo ele se tornou o CEO de uma empresa de educação e treinamento de US$ 1,5 bilhão.

Dê um grande salto

Segundo o Projeto Genoma do CEO, mais de um terço dos velocistas foram impulsionados para o topo devido a um “grande salto”, que geralmente acontecem nos primeiros dez anos de carreira. “Eles disseram sim às oportunidades, mesmo quando o cargo ia muito além do que eles haviam feito anteriormente ou não se sentiam totalmente preparados para os desafios futuro”, diz o estudo.

“Jerry” entrou em um negócio de 200 milhões de dólares como contador sênior, aos 24 anos. Pouco tempo depois de ser contratado, o executivo se tornou o CFO da empresa. Embora fosse jovem, o executivo abraçou o desafio com entusiasmo. “Eu era muito jovem para o meu nível, e me deram a responsabilidade antes de estar maduro”, diz ele. Nove anos depois, após um período como COO, o executivo conseguiu seu primeiro cargo de CEO.

De acordo com o estudo, mesmo que não haja esse tipo de oportunidade, é essencial correr atrás de uma. “Procure projetos multifuncionais que abordem vários aspectos do negócio. Envolva-se em uma integração de fusão. Peça ao seu chefe responsabilidades adicionais. Enfrente problemas difíceis e complexos. E, acima de tudo, crie o hábito de dizer “sim” a oportunidades maiores — estenda pronto ou não”.

Herde uma grande bagunça

Uma maneira de provar que você tem espírito de CEO é herdar uma grande bagunça – mesmo que isso soe estranho no início. De acordo com o estudo, cerca de 30% dos CEOs velocistas lideraram equipes que contavam com um grande problema para os negócios e pediam por uma liderança forte. Diante uma crise, líderes emergentes conseguem mostrar sua capacidade de avaliar uma situação, tomar decisões mesmo sob pressão, tomar riscos e perseverar a equipe.

No início de sua carreira, “Jackie”, CEO de uma empresa de transportes, buscava uma grande bagunça para resolver. “Recebia as tarefas mais abomináveis. Conseguia pô-las em ordem e descobrir a solução”. Ao enfrentar cargos que ninguém gostaria de estar, Jack provou que mesmo em tempos de crise era capaz de gerar bons resultados. Foi assim que, 20 anos depois, conseguiu seu primeiro cargo de CEO.

Embora não haja uma regra para se tornar um grande CEO, essas dicas de carreira podem ser reproduzidas por qualquer um que aspire uma posição de liderança um dia. As catapultas destacadas no estudo são ainda mais efetivas com aqueles que possuem mais dificuldades no mercado – como as mulheres, que demoram 30% mais para chegar a um cargo de CEO.

(Via: Harvard Business Review)

Baixe já o aplicativo da StartSe

App StorePlay Store

Assine nossa newsletter

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema
Mais em Startups