Ao invés de desenvolver novo produto, ContaAzul adquire startup Wabbi

O sistema da Wabbi será integrado ao da ContaAzul e aproximará startup de contadores; valor da aquisição não foi informado

Ao invés de desenvolver novo produto, ContaAzul adquire startup Wabbi

O sistema da Wabbi será integrado ao da ContaAzul e aproximará startup de contadores; valor da aquisição não foi informado

0
shares

A fintech ContaAzul adquiriu a Wabbi, startup que gerencia escritórios de contabilidade. A aquisição faz parte da iniciativa de aproximar a gestão de pequenas empresas – trabalho realizado pela Conta Azul – com a contabilidade. O valor da aquisição não foi revelado.

“Há uma pressão no mercado com os escritórios se tornando mais digitais, o que tem causado redução de preços e honorários. A ideia é permitir que eles deixem de se concentrar nas tarefas rotineiras para trabalhar de forma mais estratégica”, diz Vinícius Roveda, fundador e presidente da ContaAzul.

O presidente da fintech esclareceu o principal motivo da compra: a ContaAzul estava desenvolvendo um sistema de relacionamento com contadores – com previsão de lançamento em outubro –, mas descobriu que a Wabbi já oferecia esse produto. A ContaAzul recebeu o aporte de US$ 30 milhões em abril, rodada liderada pelo fundo Tiger Global, e possuía o capital necessário para a aquisição. Esta é a primeira startup adquirida pela ContaAzul.

A Wabbi, criada em 2009, possui dois mil clientes e 20 funcionários. Com a compra, a startup agora integra o portfólio de serviços oferecidos pela ContaAzul – a nova plataforma da fintech permitirá a automatização da troca de informações entre pequenas empresas e contabilidades. Erico Azevedo, fundador da Wabbi, assumirá o cargo de gerente sênior de produtos da ContaAzul. O sistema próprio da Wabbi continua funcionando até dezembro deste ano.

A fintech já possuía relação com escritórios de contabilidade antes mesmo da aquisição da Wabbi. Segundo o Valor Econômico, a ContaAzul já possui contato com cerca de cinco mil escritórios de contabilidade através de um programa de parcerias. O programa oferece suporte técnico e conteúdo educacional, e os escritórios não pagam nada para usar o sistema da ContaAzul – quem paga a conta são os próprios clientes dos escritórios.

A ContaAzul criou uma página específica para esclarecer dúvidas sobre as novas diretrizes da empresa, na qual esclarece que não se tornará um sistema contábil – será muito mais do que isso. “Estamos trazendo para o mercado brasileiro um novo conceito de plataforma de negócios que, além de contar com todos os recursos de um ERP financeiro e um sistema contábil, tem como objetivo conectar, em tempo real, o dono do negócio e o contador com todo o ecossistema (bancos, fintechs, aplicativos, governo, etc) que eles precisam para ter sucesso”, descreve a startup.

Baixe já o aplicativo da StartSe

App StorePlay Store

Assine nossa newsletter

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema
Mais em Startups