Cubo completa um ano fomentando ecossistema de empreendedorismo no Brasil

O evento trouxe temas como o futuro do trabalho, das cidades, da tecnologia, tendências do mercado de startups, VC e private equity

Cubo completa um ano fomentando ecossistema de empreendedorismo no Brasil

O evento trouxe temas como o futuro do trabalho, das cidades, da tecnologia, tendências do mercado de startups, VC e private equity

0
shares

Na última quarta-feira (19), para celebrar os resultados conquistados ao longo de 1 ano de trajetória, o Cubo Coworking Itaú comemorou seu primeiro aniversário organizando um baita festão que reuniu empreendedores, investidores, representantes de grandes empresas, imprensa, startups e influenciadores do ecossistema.

“Preenchemos uma lacuna de mercado. Um ponto de encontro focado em startups, tecnologia e novos modelos de negócios, voltado para empreendedores, investidores, universidades e grandes empresas. Estamos muito felizes, pois este ponto de encontro está gerando negócios e colocando nosso ambiente de inovação em outro patamar”, começa discursando Flávio Pripas, diretor do Cubo.

O evento trouxe temas como o futuro do trabalho, das cidades e da tecnologia, assim como as tendências e perspectivas do mercado de startups, venture capital e private equity. Keynotes, Future Talks, Trend Talks, VC Talks, TED Talks, Palestras e Workshops aconteceram nos 5 andares do prédio, em uma programação riquíssima que durou o dia inteiro.

Quem abriu os trabalhos no auditório foi Pripas, Márcio Schettini, diretor geral de Tecnologia e Operações do Itaú, Ricardo Guerra, diretor executivo de Tecnologia do Itaú, e Anderson Thees, co-founder e managing partner na Redpoint eVentures, grande parceira na idealização da iniciativa.

"A parceria com o Itaú na criação do Cubo foi um verdadeiro marco na evolução do nosso ecossistema de empreendedorismo tecnológico. Estamos alcançando os objetivos mais rápido do que imaginávamos e também estamos tendo um impacto na participação de um número grande de corporações no ecossistema”, ressalta Thees.

“O Cubo abriga startups digitais que já estão em operação, mas por meio de sua estrutura consegue contribuir para apoiar e influenciar o ecossistema como um todo, o que o diferencia dos outros espaços de coworking. Nós estamos muito satisfeitos com os resultados obtidos neste período e com o avanço que o empreendedorismo tecnológico tem tido no Brasil”, faz coro Schettini.

Na sequência, quem entrou para falar foi Oscar Salazar, co-founder do Uber e diretor da CargoX. O empreendedor expôs um pouco sobre sua visão do mercado latino-americano e as diferenças do mindset daqui para o do Vale do Silício.

Rolou também um Future Talk sobre como o empreendedorismo e a tecnologia vão mudar o nosso futuro, com Lucas Foster, fundador do Projecthub, José Nilo Cruz Martins, diretor do Amazon Web Services, Rodrigo Kede Lima, presidente da IBM na América Latina, e Richard Chaves, Diretor de Novas Tecnologias e Inovação da Microsoft.

Ainda no auditório, Jitendra Kavathekar, diretor da Accenture, palestrou sobre Open Innovation e os desafios para as indústrias e organizações promoverem ideias, pensamentos, processos e pesquisas, a fim de melhorar o desenvolvimento de seus produtos e prover melhores serviços para seus clientes.

Finalizaram as atividades Fabio Coelho, CEO do Google Brasil e Roberto Setubal, diretor presidente do Itaú Unibanco Holding.

“O mundo está passando por transformações rápidas e é um desafio para as empresas acompanharem essa revolução. A tecnologia é um dos fatores que mais impactam a velocidade destas mudanças e por isso este é um tema que sempre foi acompanhado de perto por nós no Itaú. Ao criar o Cubo, nós contribuímos para fomentar este ecossistema, ao mesmo tempo que temos a oportunidade de ficar perto destas startups e aprender com elas”, afirma Setubal

Na Flexroom, do 4º andar, rolou um VC Talk sobre como anda o mercado de venture capital nos Estados Unidos, com Jeff Brody e Rodrigo Baer, parceiro e fundador, respectivamente, da Redpoint eVentures, e Andy Tsao, diretor do Silicon Valley Bank. No mesmo espaço, seguiu um workshop com Maurício Jabur e Rafael Câmera, ambos da Pandoralab.

No Rooftop, do 5º andar, foi ministrado um Trend Talk sobre tendências que vão transformar o mundo em que vivemos, com Luis Rasquilha, CEO da Inova Consulting, Henrique Diaz, da Box1824, Luciana Annunziata, da Cann, e Herman Bessler, fundador da Templo e Malha. Seguiu as atividades um Ted Talk com os empreendedores Benjamin Gleason, da fintech Guia Bolso, Marco Fisbhen, da Descomplica, e Marco de Mello, da PSafe.

Aconteceu também um almoço com empreendedores, onde estiveram presentes nomes como Eduardo Baer, da Dog Hero, Eric Santos, da Resultados Digitais, Felipe Fioravante, do IFood, Rodrigo Cartacho, da Sympla e Cristina Junqueira, do Nubank.

Apesar do pouco tempo de existência, o Cubo já atingiu números que o colocam como um importante player do ecossistema digital. Atualmente, a iniciativa possui 58 startups residentes, que já geraram mais de 650 postos de trabalho. A cada dia, mais de 500 pessoas circulam pelo local, que, entre setembro de 2015 até o momento, realizou mais de 780 eventos e recebeu mais de 30 mil pessoas. Juntas, as startups do Cubo receberam cerca de R$ 42 milhões em investimentos e geraram a quantia de R$ 135 milhões em faturamento.

Startups têm a oportunidade de estarem próximas aos melhores empreendedores do mercado, reforçar o network, fazer parcerias e se aproximarem de investidores, influenciadores e novos talentos. Já grandes empresas, através do corporate venture, têm a oportunidade de ficarem próximas do que há de mais quente e inovador rolando na cena de empreendedorismo no Brasil.

“Estamos em um período de grande transformação em tecnologia dentro do banco. Estamos criando uma nova cultura de trabalho, mais colaborativa, e com processos mais descentralizados e ágeis. Estar perto das startups tem nos trazido muito conhecimento e inspiração”, finaliza Ricardo Guerra.

São patrocinadores do evento de aniversário do Cubo a Accenture,  AES Ergos, Amazon Web Services, CargoX, Foresee, Saint-Gobain e Zendesk. Entre os apoiadores, Beer Coffe, Campus São Paulo, Divion, IBM Global Entrepreneur, Microsoft, Plug, Sambatech, Superplayer, Sympla, Tim e Twitter. Os parceiros permanentes são Cisco, Iugu, Accenture, Microsoft, Gerdau, Saint Gobain, Mastercard, Ambev e Foresee (Cetip).

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

Baixe já o aplicativo da StartSe

App StorePlay Store

Assine nossa newsletter

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema
Mais em Startups