Empreendedorismo leva Robert Dannenberg de volta ao berço californiano

Hoje Robert acredita e aplica a cultura de compartilhamento e acredita que devemos nos desafiar todo dias pra atingir nosso pleno potencial

Empreendedorismo leva Robert Dannenberg de volta ao berço californiano

Hoje Robert acredita e aplica a cultura de compartilhamento e acredita que devemos nos desafiar todo dias pra atingir nosso pleno potencial

0
shares

Semana passada conversei com Robert Dannenberg, brasileiro nascido em Santa Mônica na Califórnia. Ele construiu uma carreira bem sucedida como empreendedor e compartilhou comigo sua admirável trajetória.

Seu primeiro empreendimento, ainda muito novo, foi organizar eventos de surf na praia. Começo simples, mas por onde descobriu não só a paixão pelo esporte mas também por empreendedorismo e organização de eventos.

Desde o início de sua carreira ele apreciava o mercado de eventos devido a grande quantidade de pessoas envolvidas e lugares interessantes que se conhecia através dos mesmos.

Inicialmente ele trabalhou na Fenasoft, que foi considerado na década de 90 um dos maiores eventos do mundo em termos de público, depois foi convidado a assumir a multinacional Via Networks, empresa de internet que comprou operações locais em todo o mundo. Devido ao seu conhecimento do mercado Brasileiro acabou por colaborar com a empresa no processo de IPO (abertura de capital) na Bolsa de NY nos anos 2000.

Como sempre quis empreender, aproveitou o bom momento do mercado Brasileiro e pós um IPO bem sucedido e construiu uma nova empresa, sendo essa de eventos própria, a Trade Network, que foi responsável por criar o maior evento do mercado financeiro brasileiro - O Expo Money - e em 2011 foi vendida ao braço de eventos da rede Globo e do Grupo RBS, a Geo Eventos.

Após a sair da Geo Eventos, montou outra empresa, sendo essa de consultoria em Gestão, M&A e participações, onde começou a atuar como investidor anjo em algumas startups. Não satisfeito por apenas investir Robert teve também uma ideia de criar sua própria startup. Era véspera de feriado em São Paulo, 22 horas da noite, e chega em casa e lembra que esqueceu de agendar o banho no Petshop dos animais de estimação da casa.

Como dizemos aqui no Vale, toda ideia surge de uma necessidade, e essa foi a de Robert naquele momento. Como o petshop não atendia tarde da noite, ele começou a pesquisar soluções e não pode encontrar nenhum modelo de negócio que supria sua demanda, nem no Brasil e nem nos EUA. Foi assim que nasceu a Pet Booking há um ano e meio atrás. A plataforma funciona como um SaaS (software as service) e Marketplace para o setor pet - para agendamento de serviços de banho, tosa e consultas veterinárias.

Enquanto tocava o projeto de sua startup Robert começou a sentir falta de conhecimento sobre inovação. Ele buscava inspiração quando viu um filme de Maurício Benvenutti falando sobre o Vale do Silício e decidiu vir visitar seu berço californiano novamente.

Ele me conta que a experiência foi um choque cultural, não apenas profissional mas também pessoal, que essa viagem o fez repensar em todos os valores da nossa sociedade. Também abriu a cabeça em termos de visão global, enxergando a oportunidade de expandir negócios brasileiros pros EUA.

Após ver tantos exemplos de sucesso por aqui, de pessoais normais que foram apenas mais ambiciosas ou persistentes que a maioria, ele entendeu que expandir território não era uma ambição grande demais e se perguntou porque ele mesmo ainda não tinha tentado.

Sua principal lição aqui foi o compartilhamento de ideias - o simples fato de ajudar por ajudar, sem interesse nem medo de ser copiado ou mesmo criticado. Ele afirma que quando se compartilha experiências, conhecimentos, e ideias está automaticamente provocando as pessoas a sua volta a fazerem o mesmo.

Quando veio ao Vale, Robert já estava olhando mais um empreendimento, a “Tudo in the Box”, uma empresa de subscrição mensal de produtos, que fornece acesso aos mais diversos produtos como os de beleza, onde contam com a curadoria e assinado pela apresentadora Ticiane Pinheiro.

Durante a viagem ao Vale ele contou de seu projeto e ganhou não apenas um amigo da missão, mas também um sócio: Diogo Horn, o entrevistado da semana passada. Além da sociedade Robert ganhou muitos feedbacks e ideias do grupo com que viajava, o que o cedeu a oportunidade de otimizar ainda mais seu projeto.

Hoje Robert acredita e aplica a cultura de compartilhamento e acredita que devemos nos desafiar todo dias pra atingir nosso pleno potencial, como ele mesmo está dando o exemplo.

Faça como Robert e venha pro Vale do Silício 

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

Baixe já o aplicativo da StartSe

App StorePlay Store

Assine nossa newsletter

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema
Mais em Startups