"Se não dermos horizonte para as crianças, elas não tem como ir para frente"

Emilio Munaro, responsável pelas estratégias internacionais do Instituto Ayrton Senna, encerrou o Edtech Conference falando sobre educação que transforma vidas

"Se não dermos horizonte para as crianças, elas não tem como ir para frente"

Emilio Munaro, responsável pelas estratégias internacionais do Instituto Ayrton Senna, encerrou o Edtech Conference falando sobre educação que transforma vidas

0
shares

Emilio Munaro, responsável pelas estratégias internacionais do Instituto Ayrton Senna, encerrou o Edtech Conference nesta quarta-feira, dia 18, falando sobre educação que transforma vidas. Segundo ele, um dos maiores problemas enfrentados pelo Brasil hoje em relação à educação é o engessamento da área: "Como falamos de exponencialidade se a nossa educação é aprisionadora?", provocou ao longo de sua palestra.

Um dos dados apresentados por ele foi o de que a cada 10 estudantes, um deles não estuda e nem trabalha. Isso não só é falta de engajamento com os estudantes, como também falta de perspectiva. "Se não dermos o horizonte para elas, as crianças não tem como ir para frente", disse.

Uma das iniciativas promovida pela fundação é a Letramento em Programação: por meio da formação de educadores, a proposta amplia a inserção dos alunos no universo digital utilizando ferramentas gratuitas de programação computacional. Além da prática da programação, os alunos e educadores desenvolvem, de maneira integrada, competências cognitivas e socioemocionais fundamentais para a vida no século 21, como criatividade, resolução de problemas, colaboração e persistência.

Confira o vídeo sobre o programa:

Baixe já o aplicativo da StartSe

App StorePlay Store

Assine nossa newsletter

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema
Mais em Startups