Montadora chinesa compra 10% da Mercedes para se proteger da Tesla e Google

Com o investimento de 10% na Daimler, espera trocar informações sobre o desenvolvimento de tecnologias capazes de "segurar" o avanço de seus rivais

Montadora chinesa compra 10% da Mercedes para se proteger da Tesla e Google

Com o investimento de 10% na Daimler, espera trocar informações sobre o desenvolvimento de tecnologias capazes de "segurar" o avanço de seus rivais

0
shares

Os chineses estão chegando! Cada vez mais relevante em uma série de segmentos, a China prepara-se para competir mundialmente. Agora foi a vez da montadora Geely que comprou uma participação de 10% na Daimler, dona da Mercedes-Benz. Embora seja uma das maiores montadoras chinesas, a Geely é praticamente desconhecida mundialmente.

A companhia já é dona de 100% da Volvo e da London Taxi Company (que produz os táxis pretos característicos de Londres). E com o investimento de 10% na Daimler, espera trocar informações sobre o desenvolvimento de tecnologias capazes de "segurar" o avanço de seus rivais. Li Shufu, presidente do conselho da Geely, espera "acompanhar a Daimler na sua caminhada para se tornar a maior provedora de mobilidade elétrica do mundo" no longo-prazo.

A compra dessa parte da Daimler, diz Li, faz parte da visão estratégica da Geely para se proteger do que ele chama de "invasores de fora" do setor, como Tesla e Waymo, a empresa de mobilidade do Google. Para ele, parcerias internacionais e troca de patentes e tecnologia são questões super importantes para que as montadoras mantenham a liderança neste setor.

A Daimler já tinha uma parceria forte com outra montadora chinesa, a BAIC, que recebeu US$ 1,9 bilhão da montadora alemã recentemente. A China está se tornando um dos maiores mercados para automóveis do mundo - e o governo de lá está incentivando fortemente a venda de carros elétricos, estipulando que até 2025% cerca de 20% do mercado deverá ser de elétricos ou híbridos.

O gigante asiático se tornou um dos maiores berços de inovação do planeta - com mais de 90 startups com valor de mercado superior a US$ 1 bilhão -, competindo em pé de igualdade com o Vale do Silício. Para conhecer melhor este ambiente de inovação, a StartSe está levando um grupo de brasileiros para lá na Missão China, visitando cidades como Shenzen e Shangai. Conheça a programação e não deixe de ir!

Baixe já o aplicativo da StartSe

App StorePlay Store

Assine nossa newsletter

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema
Mais em Startups