Nokia já teve 1 bilhão de clientes. Hoje, é irrelevante

Há 10 anos, a Forbes perguntou: quem poderá superar a Nokia?

Nokia já teve 1 bilhão de clientes. Hoje, é irrelevante

Há 10 anos, a Forbes perguntou: quem poderá superar a Nokia?

0
shares

Há 10 anos, a capa da Forbes trazia a seguinte provocação: será que alguém poderá superar a Nokia? Naquele momento, a empresa possuía 1 bilhão de clientes usando seus aparelhos celulares.

Em 2009 a Nokia detinha 38,6% do mercado de smartphones, mais que o dobro da Apple e 10 vezes mais que a Samsung. Atualmente, a Nokia possui pouco mais de 1% do mercado global, muito atrás da líder Samsung, que é seguida por Apple e as chinesas Huawei e Xiaomi.

O que aconteceu com a Nokia – que vem sendo chamada de “a nova Kodak” – é o que deve acontecer com muitas gigantes globais, de diversos mercados. E o dilema que se apresenta é: morrer lentamente, extraindo até a última gota de sangue da companhia, ou se jogar num buraco negro, que pode dar na escuridão ou num universo totalmente inexplorado, repleto de oportunidades?

Veja a situação das grandes redes de franquia. Quase todas elas foram construídas sobre um modelo em que as vendas são feitas em pontos físicos, que demandam altos investimentos, grandes custos com logística, estoque, pessoas, etc. Daí surgem empresas como Amazon, Netshoes, Dafiti, MaxMilhas e outras tantas que, através de estratégias digitais, podem gerar centenas de “novas Nokias”, em pouco tempo.

Agora, coloque-se no lugar do CEO de uma grande rede de franquias. Qual caminho você tomaria agora? Vender pela internet e enfraquecer cada vez mais as centenas ou milhares de franqueadas ou manter o modelo atual, correndo o risco de ser disruptado por empresas e-commerces inovadores e totalmente digitais?

Vivemos uma era em que empresas com mais de 50 anos de existência – e muito sucesso – podem desaparecer em pouquíssimo tempo. Lembre-se da pergunta da Forbes, no início do artigo: quem poderá deter a Nokia?

Na era da exponencialidade, 1 ano representa 1 década. Não são raros os casos de startups com menos de 5 anos de vida e que modificaram indústrias inteiras. Você se lembra da última vez em que pagou 25 reais por um CD de 12 músicas? Hoje você paga 16,90 por mês no Spotify para ter todas as músicas do mundo no seu celular.

Essas e outras questões serão debatidas no Varejo Tech Conference, evento que será realizado pela StartSe no dia 23 de agosto, em São Paulo. Os maiores cases de inovação desse mercado serão conhecidos, estudados e debatidos. Para saber mais, acesse o site oficial e garanta sua vaga.

Baixe já o aplicativo da StartSe

App StorePlay Store

Assine nossa newsletter

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema
Mais em Startups