O que uma empresa líder em AI tem a dizer sobre essa tecnologia?

Paul Bommarito, VP da NVIDIA, esteve No Silicon Valley Conference para contar sobre a relação da empresa com a tecnologia

O que uma empresa líder em AI tem a dizer sobre essa tecnologia?

Paul Bommarito, VP da NVIDIA, esteve No Silicon Valley Conference para contar sobre a relação da empresa com a tecnologia

0
shares

A Nvidia, até pouco tempo atrás, atuava quase que exclusivamente no mercado de videogames com suas GPUs (Graphical Processing Units). Mas a descoberta de que esse hardware seria mais útil para rodar Inteligência Artificial, ao invés dos tradicionais CPUs, revolucionou o negócio da empresa. Atualmente, a Nvidia é líder em computação de Inteligência Artificial e suas ações hoje valem mais de US$ 200 – elas valiam cerca de US$ 30 dois anos atrás. Paul Bommarito,vice-presidente da empresa, esteve presente hoje (5) no Silicon Valley Conference para contar sobre a relação da empresa com a Inteligência Artificial.

De acordo com Bommarito, estamos vivendo uma nova era – a da Inteligência Artificial. “Já tivemos a era da computação, da computação móvel e, a mais recente, da nuvem. Mas agora, há uma nova era sobre nós. Alavancada pela Inteligência Artificial, essa nova era trata aplicações e serviços de um modo nunca visto antes. No futuro, ninguém vai conseguir saber a diferença entre uma pessoa criada artificialmente e uma real”, diz.

Nvidia e AI

E a Nvidia surge como um grande nome desse mercado com o desenvolvimento dos GPUs. “No passado, demorava muito para trabalhar e produzir Inteligência Artificial. Com a Nvidia, esse tempo diminui quase 50 vezes mais rápido”, afirma Bommarito. Um de seus produtos é uma “caixinha” com menos de 2kg que substitui cerca de 15 CPUs tradicionais. Além disso, o primeiro supercomputador capaz de entregar 2 petaflops de performance para machine learning e Inteligência Artificial é significativamente mais barato quando comparado aos CPUs capazes de fazer o mesmo – que custam cerca de US$ 3 milhões. “Nós passamos do perfil gigante e caro, para um DGX-2 rápido e barato. Pensem isso do ponto de vista econômico: é um corte de gastos enorme para ganhar mais desempenho e produção. Com o hardware, quanto mais você compra mais você economiza”, defende Bommarito.

Atualmente, todas as principais estruturas de Deep Learning do mundo são aceleradas na plataforma de Inteligência Artificial da Nvidia, incluindo Alibaba, Amazon, Google, IBM e Microsoft. Empresas de todos os portes utilizam os hardwares da Nvidia para atingir resultados rápidos, cortar gastos de capital e, principalmente, gerenciar a complexa infraestrutura de AI. “A Google, por exemplo, possui mais de 4 mil projetos utilizando o GPU da Nvidia”, conta.

A Nvidia acredita na democratização da computação e, para tornar isso realidade, a empresa criou o Deep Learning Institute. A iniciativa, que traz uma série de cursos online, oferece um treinamento prático para desenvolvedores, pesquisadores e cientistas de dados para que os mesmos implantem redes neurais em diversos aplicativos.

Baixe já o aplicativo da StartSe

App StorePlay Store

Assine nossa newsletter

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema
Mais em Startups