Rappi alugará patinetes elétricos em parceria com startup mexicana

Parceria entre dois dos maiores empreendimentos da América Latina visa a melhorar a mobilidade nas cidades e impactar positivamente o meio ambiente

Rappi alugará patinetes elétricos em parceria com startup mexicana

Parceria entre dois dos maiores empreendimentos da América Latina visa a melhorar a mobilidade nas cidades e impactar positivamente o meio ambiente

0
shares

Recentemente, a Rappi e a Grin firmaram uma parceria para fornecer aluguel de patinetes elétricos para usuários do aplicativo na América Latina.  O serviço, que permite que os habitantes das principais cidades do continente acessem os patinetes por meio do aplicativo da Rappi, estará disponível no Brasil a partir do final de novembro. “Fizemos uma aliança estratégica onde a Grin será responsável pela operação do negócio de mobilidade e a Rappi trará a grande penetração de usuários que tem hoje no mercado brasileiro e latino-americano”, disse o presidente-executivo e cofundador da startup, Simón Borrero, à Reuters.

Além do Brasil, o serviço estará disponível nas cidades mais importantes da Argentina, Chile, Colômbia, México e Uruguai. No Brasil, o aluguel de cada patinete sairá por R$ 3 nos primeiros três minutos de uso, além de R$ 0,50 por cada minuto adicional. Nos primeiros três meses, as empresas esperam disponibilizar 12 mil patinetes no país, que poderão ser retirados e devolvidos em estabelecimentos parceiros da Rappi, como restaurantes e outros pontos comerciais. No total, a Grin planeja disponibilizar 70 mil unidades em todas as cidades em que o aplicativo está presente.

Apesar dos termos financeiros do acordo não terem sido revelados, a parceria  marca a entrada da Rappi no segmento de mobilidade urbana. “A Rappi nasceu com o objetivo de tornar as cidades mais eficientes, cuidar do meio ambiente e melhorar a qualidade de vida das pessoas. Além disso, a fim de promover o empreendimento e a inovação, essa nova aliança é um exemplo de como podemos contribuir e transformar a América Latina por meio de empreendedores como nós, que buscam gerar impacto positivo”, disse Sebastián Mejía, cofundador e CSO da startup.

No país desde o segundo semestre de 2017, a Rappi está presente em 13 cidades do país, nas quais oferece serviços de entrega e o RappiPay, um serviço de pagamentos e transferências online. Há pouco mais de um mês, depois de um investimento de US$ 200 milhões, a startup também se tornou um unicórnio, determinado a expandir o aplicativo nos mercados que já atua e em novos países. No Brasil, as expectativas são grandes. “Esperamos que o Brasil se torne o maior mercado da Rappi. Por isso, vamos expandir para novas cidades no próximo ano e aumentar nossa operação nas cidades que já estamos”, disse Borrero.

Lançada há pouco menos de um ano, no México, a parceira Grin já recebeu mais de dez mil downloads nas primeiras semanas de funcionamento. Com a aliança, a startup segue crescendo para consolidar seu processo de expansão pela América Latina. “Acreditamos que a união faz a força. Por isso, encontramos na Rappi o aliado ideal para nos ajudar a ter um transporte sustentável. Hoje, os latino americanos contam com mais uma opção para contribuir com sua saúde e qualidade de vida. É uma alternativa que traz muitos benefícios para a mobilidade urbana e qualidade do ar,” afirma Jonathan Lewy, da Grin.

Baixe já o aplicativo da StartSe

App StorePlay Store

Assine nossa newsletter

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema
Mais em Startups